PSOL quer investigar tudo e todos

O Partido Socialismo e Liberdade – PSOL, diante das denúncias publicadas pela Revista Veja (Edição nº 2271 de 30 de maio de 2012), vem a público se manifestar favorável à mais completa investigação sobre a veracidade dos fatos citados.

Mesmo julgando insuficiente, a representação partidária no Senado Federal concordou em assinar a representação capitaneada pelo PSDB, DEM e PPS para que Procuradoria Geral da República – PGR investigue o ex-presidente Lula. A não assinatura poderia ser utilizada pelos nossos adversários como um gesto de omissão.

Porém, apresentaremos nesta terça-feira (29 de maio) uma representação para que também seja investigado o ministro do STF Gilmar Mendes. Tal representação pede que sejam esclarecidas as circunstâncias que levaram o referido ministro a somente neste momento relevar sua versão sobre a reunião que teria tido com o ex-presidente Lula e sobre o possível financiamento de viagem ao exterior desta autoridade por parte do senhor Carlinhos Cachoeira.

Também queremos explicações sobre a relação do ministro Gilmar com o senador Demóstenes, principal agente público envolvido com a organização criminosa de Cachoeira.

O PSOL pauta sua atuação no parlamento e na sociedade pela exigência de que todos os fatos envolvendo práticas antiéticas na política brasileira sejam devidamente investigados. Em nenhum momento o partido será parte de acordos que visem impedir investigações e a posterior punição dos responsáveis, sejam eles agentes públicos ou agentes privados. Por isso, nossa atuação na CPMI tem sido decisiva para impedir que a mesma termine em pizza.

O partido, ao contrário do que pensa o ex-presidente Lula, considera oportuno que finalmente o STF julgue os envolvidos no escândalo do mensalão. E, ao mesmo tempo, atua fortemente para que todos os governadores e parlamentares citados nas gravações da operação Monte Carlo sejam rigorosamente investigados na CPMI do Congresso Nacional. Coerente com esta linha é que estamos batalhando para que seja finalmente quebrado o sigilo telefônico, fiscal e bancário da empresa Delta Construções e que sejam convocados os governadores de Goiás, Distrito Federal e Rio de Janeiro.

Ivan Valente – presidente do PSOL
Randolfe Rodrigues –Lider do PSOL no Senado Federal
Chico Alencar – Líder do PSOL na Câmara dos Deputados
Jean Wyllys – Deputado Federal do PSOL

1 comentário

  • É FUNDAMENTAL a presença do PSOL na política brasileira, uma pena a população não ter percebido o poder que tem quando unida…
    Viva a liberdade.

Deixe um comentário:


*