Programa Nacional de TV do PSOL

psol_na_tvReveja o programa nacional do PSOL que foi ao ar nesta quinta-feira, 3 de outubro. O PSOL mostra que nada é impossível de mudar quando a luta e a mobilização popular ganha as ruas.

1 comentário

  • “ O Partido Ecológico Nacional – PEN51 “o Partido da Sustentabilidade” não terá Marina Silva como candidata a presidência da República em 2014. Ela não quis saber da nova política em um novo partido; não quis nada com a sustentabilidade. Preferiu ir para um partido velho, e talvez só fazer parte da executiva deste outro partido. De nossa parte, pensando que Marina estava comprometida com a sustentabilidade, oferecemos a ela a Presidência Nacional do PEN51, e autonomia para fazer mudança no estatuto, e até mesmo no nome do partido, para se adequar as ideias que ela sempre pregou, mas infelizmente, mesmo oferecendo a Marina toda liberdade dentro do PEN51, ela preferiu deixar seus seguidores órfãos para as eleições de 2014. Tudo Bem, mesmo assim podemos fazer a nova política de sustentabilidade em nosso partido; vamos crer, e agir, pois tudo é possível. “ Adilson Barroso, Presidente do PEN. Fonte: Site do PEN.

    COMENTÁRIO: ” Em 48 horas, Marina arrancou a sua própria máscara, jogou fora toda a sua credibilidade, perdeu quase todo o seu eleitorado, provou que 2010 é letra morta, passado (“nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa…”), desdisse tudo o que passou a dizer a partir de 2011, perdeu o eixo, denorteou-se e colocou o próprio pescoço na guilhotina eleitoral. Resumo da ópera: ao invés de lenvantar Campos restou afundada por este. No final é assim mesmo, tudo termina ampliado ou reduzido ao seu tamanho natural. Era tudo bravatas e sofismas de campanha, à moda Lula, FHC e CIA da mesmice ? São ou não são apenas impostores políticos temporais, tentando ocupar um espaço que, enquanto carreiristas profissionais da velha políticalha-partidária-eleitoral, jamais lhes pertencerá. Eu já estava com o pé atrás, agora perdeu completamente o nosso apreço. Gato por lebre, em sã consciência, ninguém compra mais neste país. Vem castigo natural por aí. E quem viver verá.” Chegou a hora D o Brasil ver quem de fato tem café no bule. As ruas necessitam e clamam pelo Projeto Novo e Alternativo de Nação e de Política-partidária-eleitoral (PNBC-ME), a Revolução completa, com começo, meio e fim, e o Partido que tiver coragem e desprendimento para abraçar esta causa será o grande vitorioso de 2014, com certeza. Parabéns ao PSOL, pelo programa de TV. É isso aí, o impossível é o possível nunca tentado antes de forma eficiente.

Deixe um comentário:


*