PSOL Jales perde um grande líder, mas continuará atuando veemente em Jales e região.

Mesmo com a desfiliação do companheiro Juliano Matos, o PSOL Jales não vai deixar toda estrutura até então construída por ele se dissolver.

Nos próximos dias estaremos nos reunindo e elegendo uma nova diretoria municipal, que terá a brava batalha de continuar os trabalhos do companheiro Juliano, não só em Jales, mas os trabalhos que ele desenvolvia em toda região.

Segundo Matos, ele continuará conosco nas próximas semanas, auxiliando-nos para que possamos realizar uma transição eficaz, inclusive indicando pessoas para a chapa de vereadores que vamos formar.

É sem dúvida uma grande perda, mas continuaremos presentes em Jales.

PSOL Jales

Desligamento do Partido – Por Juliano Matos

Aos leitores que acompanham minha tragetória, aos simpatizantes do PSOL, aos colegas, enfim, a todos que gostam de comentar política e debater os problemas de nossa cidade.

Recentemente tomei a decisão de me desligar do grupo do PSOL Jales. Essa decisão é de cunho pessoal e irrevogável. Sinto muito, principalmente por todas as lutas que travamos em prol da construção partidária deste ético partido em nossa região, mas sinto que é hora de mudança.

Estou desfiliado, não pretendo filiar a outro grupo ou corrente nos próximos meses.

Vou dedicar meu tempo aos assuntos da coletividade jalesense de forma individual. Também é necessário dar mais tempo a família e aos compromissos do dia a dia.

Espero que todos continuem acompanhando minhas atividades.

Meu blog pessoal, onde publicarei os atos e manifestos, está aberto a todos vocês, e conto muito com a interatividade de todos!

Um grande abraço e juntos continuemos na luta!

Juliano Matos
Ex-presidente PSOL Jales

Acesssem:
juliano-matos.zip.net

Sugestões de Debates! Participe!

Amigos de Jales e Região;

Se você conhece algum problema em seu bairro ou algo que de certa forma está causando incomôdo para a população, envie sua crítica sobre o assunto.

Juntos, discutiremos os problemas e tentaremos encontrar as soluções para os mesmos.

E de grande relevância, levaremos até o conhecimento dos vereadores, através de notificação entregue pessoalmente.

Além de levar sua reinvindicação pessoalmente ao poder público, daremos publicidade encaminhando as mesmas para os colegas da imprensa.

Só com a interação de toda comunidade podemos lutar por uma cidade melhor.

Envie sua reclamação: psoljales@hotmail.com

Um grande abraço

Juliano Matos
Pres. PSOL Jales

FACIP 2011 – UMA OBSCURA E SOMBRIA TERCEIRIZAÇÃO!

É difícil de acreditar que a administração municipal, tão astuta e cercada de assessores dotados de notório saber jurídico esteja comentando um descalabro de tamanho inimaginário.

Se já não bastassem entrarem para a história, encurtando nossa festa para cinco dias, agora deram de mão beijada a festa para a exploração privada, ainda por cima não respeitando os preceitos constituicionais e os devidos processos legais necessários para tal. Um mamão com açúcar que com certeza nas mãos de uma oposição atuante e de um coerente promotor de justiça dará muito pano pra manga.

Até que tentaram se explicar, mas a nota publicada pelo chefe de gabinete, Leo Huber, acabou por sacramentar o que todos já tinham certeza, NEM ELES SABEM O QUE ESTÃO FAZENDO!

Então vamos lá.

A FACIP é uma festa do povo, que sempre foi promovida pela Prefeitura Municipal de Jales, através de uma comissão organizadora montada pelo chefe do executivo. Se der lucro, dinheiro para os cofres públicos ou doado para instituições de caridade (com aval da câmara), se der prejuízo, em tese, dinheiro desembolsado pela prefeitura.

Nos últimos anos, a festa tornou-se muito mais lucrativa e atrativa para seus organizadores, pois contavamos com as verbas do Ministério do Turismo. Ou seja, o lucro que era sempre certo, tornou-se mais certo ainda.

Com a derrocada do Deputado que liberava as verbas para a festa, a prefeitura tomou uma drástica medida, terceirando a festa para um amigo empresário da cidade. Se alguém lembra, o churrasco de posse do prefeito foi realizado nas dependências da Estância Bela Vista, de propriedade de quem???

Acontece que assim como fizeram na nossa vizinha Fernandopolis, e lá a festa está quase que embargada, a administração municipal decidiu ceder os direitos de realização da festa a iniciativa privada, SEM OBSERVAR O DEVIDO PROCESSO LEGAL, resumindo, sem licitar.

Alegando que o recinto não mais pertence ao município e que a marca FACIP ´´não tem dono´´ (TO INDO AGORA REGISTRA-LA NO MEU NOME rsss), entregaram a festa para um empresário, que ao meu ver é COMPETENTÍSSIMO, porém nem um pouco mais privilegiado que qualquer outro jalesense que se habilitasse para realizar a festa.

Apesar de não ter mais a propriedade do recinto, a prefeitura tem a posse, e na esfera jurídica a posse as vezes tem mais valor que a propriedade. E justamente, este direito de posse do recinto que ela cedeu totalmente de forma ilegal ao empresário, já é suficiente para macular a terceirização e embargar a festa.

Quanto a marca FACIP, esta realmente deverá ser a questão mais controversa, pois de acordo com os registros de CNPJ ao longo dos anos que a feira foi obrigada a obter, mostra-se o vínculo da prefeitura municipal com a festa, o que de certa forma caracteriza sim o ´´público´´ na marca.

O processo de terceirazação foi sim realizado com erros, e como comentamos no começo da matéria, nas mãos de um promotor coerente os fatos poderão ser apurados. E É O INTERESSE DO PSOL JALES QUE O MAIOR PATRIMôNIO DO JALESENSE NÃO SEJA USADO DE FORMA ILÍCITA EM HIPÓTESE ALGUMA!

PSOL Jales

Deputado Federal Ivan Valente – PSOL SP, discutirá nesta sexta-feira em Rio Preto os rumos da Reforma do Código Florestal

Para os que admiram este nobre e ético parlamentar, nesta sexta-feira, as 19h00, na câmara municipal de São José do Rio Preto, o deputado federal Ivan Valente estará abordando a questão da Reforma do Código Florestal.

Se você é militante, ou simplesmente simpatiza-se com a causa, não perca esta oportunidade.

Da assessoria do PSOL Rio Preto

PSOL Jales

Duplicação da Rodovia Euclides da Cunha sob risco de não acontecer!

“A duplicação da SP-320 ainda não é público, não é uma decisão do governador”. A afirmação é do secretário de Gestão Pública do Governo de São Paulo, Júlio Semeghini, e foi feita em entrevista coletiva durante visita a Jales, no sábado passado, por ocasião da inauguração da nova UTI da Santa Casa.

Segundo ele, o contingenciamento de verbas ordenado pelo governador Geraldo Alckmin na primeira reunião com o secretariado manteve a certeza de que apenas os projetos que já haviam começado terão andamento. Como as obras da Euclides da Cunha foram adiadas no ano passado por conta de entraves com a Promotoria do Meio Ambiente, elas estão fora desse critério e podem ser atingidas pelo corte.

Em tom de desabafo e lamentação, Semeghini frisou que a obra deveria ter começado antes da troca de governo para que pudesse ser mantida. “É como quando fomos brigar para trazer os AMEs para a nossa região. Precisava acontecer naquele ano para que a verba não fosse para a Baixada Santista. Como não conseguimos iniciar a obra no ano passado, começa uma nova luta para evitar que a verba se perca para outras áreas. Infelizmente, eu sabia da importância de que as obras precisariam ter começado no ano passado. Nem que fossem alguns centímetros, mas a obra tinha que ter sido iniciada antes do fim do governo Serra”.

Em outras palavras, não há prazo definido para a obra na Euclides da Cunha começar. Ao contrário do que foi amplamente divulgado no fim do ano passado e especialmente no período eleitoral, Semeghini deu a entender que a duplicação pode não acontecer, pelo menos a curto prazo. Perguntado se a obra corre risco de não acontecer, ele disse que não sabia.

A reportagem procurou a Assessoria de Imprensa do DER para saber se havia previsão para o começo das obras, mas até o fechamento desta edição (na tarde de sexta-feira), não obteve resposta. Nem na Prefeitura de Jales, nem no escritório local do DER havia informações sobre o processo.

pesquida Media G mostra que apenas 18% dos entrevistados acreditam que a duplicação vai ser iniciada neste ano. Ou seja, menos de 20% acreditam em Papai Noel.

(fonte: Facebook Alexandre Ribeiro, o Carioca)

Inaugurações e Posses cerceam Jales no começo de 2011

Alguns acontecimentos de elevada importância cerceam Jales neste começo de 2011.

Nesta quinta (13/01), as 20h00 na sede da ACE Jales, toma posse a Diretoria do Sindicato do Comércio Varejista, mais um importante apoio ao Empresariado jalesense.

Neste sábado (15/01), as 14h00 é a vez da UTI da Santa Casa de Misericórdia de Jales. A UTI estava em reformas e ampliação há um longo tempo, e sua inauguração é esperada por toda população.

A Santa Casa é administrada pelo provedor Garça e o Sindicato do Comércio Varejista será gerido pelo presidente Alexandre Rensi.

PSOL JALES

Jardim do Bosque pede Socorro!!!

Não é de hoje que os moradores do Jardim do Bosque estão sofrendo com a falta de estrutura asfáltica no bairro. É nítido e revoltante, há ruas que estão intransitáveis, buracos, asfaltos esfarelados e inclusive lugares que não há mais pavimentação, e sim terra.

Na parte de baixo do bairro, perto do córrego do marimbondinho, o acúmulo de entulho e lixo traz nesta época de chuvas a certeza que criadorouro da dengue se formará naquela região.

Algo precisa ser feito, em consideração com a população que paga os impostos todos os anos e que há muito tempo não recebe a antenção do poder público.

Segundo relato da vereadora Tatinha, ela, juntamente com o vereador JR já foram atrás das verbas, porém o Prefeito não teria cumprido a sua parte e as emendas que seriam usadas para recapear o Jardim do Bosque foram perdidas.

Resposta da vereadora a uma indagação sobre a situação no bairro:

Aracy Murari Conheço cada centímetro e cada buraco do Jardim do Bosque!!! Mas não rejeito um passeio!!! Com certeza, eu lhe mostrarei mais problemas do que vc a mim, Juliano!!! Fomos a Brasília em junho do ano passado e conseguimos ( eu e o JR) verbas junto ao Mercadante (R$180.000,00) e junto ao Semeghini (R$250.000,00) para recape do Jardim do Bosque. Adivinha o que houve???Por mais que insistíssemos, o prefeito não foi atrás!!!Conclusão: perdemos as verbas!!!A população daquele bairro perdeu!!!Jales perdeu!!!

É triste, pois quem perde com o descaso é a população.

PARA QUEM QUISER CONFERIR A SITUAÇÃO, É SÓ DAR UMA VOLTA NAS IMEDIAÇÕES!

Vamos dar publicidade ao fato, pois quem sabe o poder público resolve acordar e fazer algo por aqueles moradores que pagam seus impostos e que são muito bem lembrados nas campanhas eleitorais

Juliano Matos
Pres. PSOL Jales

Ano Novo, Problema Velho. Enchentes e Deslizamentos – Omissão e Descaso para com a população.

Vocês já reparam que todos os anos nesta época acontecem as mesmas coisas: enchentes, deslizamentos, buracos nas ruas e rodovias, e segundo os políticos a culpa é sempre dela, da CHUVA. O que eles fazem o ano todo, quando medidas para evitar esses acontecimentos poderiam ser planejadas e trabalhos deveriam serem executados?
Se o rio transborda, obras de aprofundamento poderiam ser realizadas em períodos de seca, quando os mesmos estão com capacidade mínima e este trabalho poderia ser realizado com mais facilidade. Se o esgoto transborda, o problema pode ser a baixa capacidade de escoamento ou o alto número de lixo ou detritos encalhados no mesmo. Simples, há um longo período no ano em que não chove, por que não realizar força tarefa para limpar esses esgotos? Sim, trabalhos conjuntos em Prefeituras e Companias de Saneamento seria iniciativa eficaz para o combate deste problema. Se o problema for na baixa capacidade de vazão, obras para ´´alargamento´´ ou construções de vias extras de escoamento de água em áreas críticas de alagamento. É como construir outra rede de escomanto ao lado da mesma rede de escoamento.
Em nossa região não encontramos com tanta frequência problemas de deslizamento, mas é notícias todos os anos nos principais jornais do país casos de morte em massa de famílias por soterramento. A Defesa Civil de cada município em muitos casos é omissa, e deixa para agir somente depois da tragédia anunciada acontecer.
E todos os anos deparamos com os mesmos discursos: – O problema é o excesso de chuva. – Não estavamos preparados para tanta água. – Só poderemos fazer algo quando a temporada de chuva acabar.
Ano entra, ano vai e sempre as mesmas cenas. ATÉ QUANDO?

Não há sequem um plano de política pública voltada para o combate as enchentes. Não dá mais para aceitar!

PSOL JALES

FELIZ 2011!!!

É HORA DE REFLETIRMOS SOBRE O ANO QUE SE PASSA E TRAÇARMOS OS PLANOS PARA O ANO QUE CHEGA.

NÓS DO PSOL JALES DESEJAMOS A TODOS UM EXCELENTE 2011, CHEIO DE SAÚDE, PAZ E PROSPERIDADE!

JUNTOS PODEMOS FAZER UM MUNDO MELHOR!

FAMÍLIA PSOL JALES