Publicado em Partido | Deixar um comentário

Convenção do PSOL Campinas

Publicado em Campinas e Região, Partido | Deixar um comentário

PSOL discute transporte público e mobilidade urbana

O PSOL sempre ergue a bandeira da luta por um transporte coletivo de mais qualidade. Durante o Seminário sobre mobilidade urbana, realizado nesta terça-feira (19-06), o criador do passe livre, Lúcio Gregório, engenheiro e ex- secretário municipal de transportes de São Paulo, (1990-1992 na gestão da Erundina- PT) contribuiu com importantes elementos para a construção do programa de governo do PSOL sobre o tema. “Não existe direito constitucional para a mobilidade urbana. Por isso ela tem de ser um dos eixos de campanha”, disse Lúcio Gregório.

Participaram do encontro, vários militantes do PSOL Campinas, como a Marcela Moreira e o presidente do partido Arlei Medeiros. No debate todos defenderam a mobilidade urbana como essencial para garantir o pleno acesso à cidade e à efetivação de outros direitos como saúde, educação, cultura, etc.

Lúcio Gregório ainda ressaltou que como o transporte urbano é de responsabilidade do estado, mas  a exploração é concedida ao  setor privado, tem que se ter um aparato jurídico consolidado  para que a população consiga ter mas qualidade na prestação desse serviço. “O trabalhador tem o dever de pagar a tarifa já que precisa chegar ao trabalho, o empresário quer sobreviver no mercado e o prefeito tem que determinar o valor dessa tarifa. Isso é um dilema. Na minha visão o transporte coletivo só sobrevive por meio de subsídios e da não cobrança integral do padrão ofertado”, concluiu Lúcio.

Arlei Medeiros, presidente do PSOL Campinas, disse que o programa de governo do partido coloca a transporte público e a mobilidade urbana como uma das prioridades. “Nosso programa  vai enfrentar os empresários e criar alternativas para que a população consiga ter mais qualidade de vida, respeito e dignidade para viver a cidade como um todo”, reafirmou Arlei.

Se você quer mais informações sobre o programa tarifa zero é só acessar o site www.tarifazero.org

Presidente do PSOL Campinas Arlei Medeiros, Professor Lúcio Gregório e a militante Marcela Moreira.

 

Militância do PSOL Campinas

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário

Da Revista Veja: Randolfe Rodrigues, o Harry Potter da CPI

Randolfe Rodrigues, o Harry Potter da CPI

Randolfe: “O Cachoeira é o Voldemort (Cristiano Mariz)

Qual é a origem do seu nome?
Fiz um aportuguesamento dele para simplificar para os eleitores. O meu nome verdadeiro é Randolph Frederich. Foi ideia da minha mãe, que se inspirou numas revistas que leu. Ela gostou e eu paguei o pato.

O que o senhor já aprendeu como senador estreante em CPIs?
Em momentos como estes é que os parlamentares mostram quem são. Nesta CPI, existe um movimento na linha “não investigue o nosso que nós não investigamos o de vocês”. Assim como alguns de meus pares, não topo esse tipo de acordo. Por causa da aparência jovem e da voz, muitos duvidaram da minha capacidade de me impor.

Por falar em voz… Ela é meio desafinada, não é?
Sempre tive a voz fina, mas pode estar certo de que falo grosso. As pessoas adoram fazer piada. No Senado, por causa do meu jeito, apelidaram-me de Harry Potter.

O senhor se incomoda com a comparação?
Eu não conhecia a história do Harry Potter, precisei consultar meu filho. Depois que entendi, até que achei a brincadeira simpática.

Agora que o senhor conhece a história, quem é o Voldemort brasileiro?
Meu querido, há tantos candidatos a vilão na política brasileira que não dá para falar de um só. Atualmente, o Carlos Cachoeira é o Voldemort. Só espero que, assim como na ficção, ele seja derrotado.

Guilherme Dearo

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Com a tag | Deixar um comentário

Juventude do PSOL Campinas ativa na luta de várias causas

Desta vez o seminário do PSOL Campinas deu voz à juventude. Militantes do partido contribuíram com pontuações importantes que vão ser anexadas ao programa de governo  para as eleições de outubro.

Uma das principais reivindicações dos jovens foi quanto a falta de espaços para as manifestações artísticas, seja na área central ou na periferia da cidade. O estudante de Ciências Sociais, Ronald Giraldeli, levantou ainda a questão do horário de funcionamento biblioteca municipal. “Fica complicado para o jovem trabalhador e estudante, que muitas vezes, só tem o fim de semana para se dedicar aos estudos, e acaba encontrando a biblioteca fechada aos sábados.”

E os jovens do PSOL participam e acompanham de perto tudo o que vem acontecendo na cidade. A privatização do Aeroporto Internacional de Viracopos, pela concessionária Aeroportos do Brasil, divulgada nesta quinta-feira (14/06), foi ressaltada na reunião pelo militante Mauro Lorenzon.   “Anunciam investimentos na ordem de 3,8 bilhões de reias em Viracopos, mas as experiências de privatização de aeroportos em outros países como na África do Sul, mostram que os serviços e tarifas encareceram muito. Precisamos ficar atentos a esse processo”, lembrou Mauro.

O presidente do PSOL Campinas, Arlei Medeiros, mediou o bate- papo e reafirmou aos jovens militantes que o programa de governo quer favorecer também os estudantes de escolas técnicas e universidades com o vale transporte. “Hoje, sabemos que a prefeitura repassa 28 milhões de reias à empresa de transporte público para custear as passagens de idosos, estudantes dos ensinos fundamental e médio, e deficientes físicos. Acreditamos que esse valor pode ser melhor aplicado para atender um número maior de estudantes”, afirmou Arlei .

Nesta sexta-feira, dando sequência a série de seminários para a construção do programa de governo, o PSOL vai falar de Assistência Social. O encontro está marcado para as 19h , na avenida Barão de Itapura 2022. Participe! Venha junto com o PSOL fazer política de um jeito diferente.

Seminário de Juventude para construção de programa de governo do PSOL Campinas

Juventude PSOL Campinas

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário

Senador do PSoL pede agilidade na convocação do diretor do DNIT para depor na CPI

Do Correio Braziliense: Integrantes da comissão se dividem sobre novos passos das investigações.

Concluída a semana dos governadores, a CPI do Cachoeira voltará a se reunir hoje de manhã para definir os próximos passos das investigações. Os sistemáticos embates entre parlamentares da base aliada e da oposição, que marcaram os depoimentos do governadores Marconi Perillo (PSDB), de Goiás, e Agnelo Queiroz (PT), do Distrito Federal, ganharão novos capítulos com as discussões a respeito de quem deverá ser convocado a comparecer ao colegiado na semana que vem.
Os dois principais pontos de discórdia atendem pelos nomes de Luiz Antônio Pagot, ex-diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), e de Fernando Cavendish, sócio da construtora Delta. Ambos representam ameaça concreta ao Palácio do Planalto. O primeiro já deu entrevistas dizendo que tem muito a contribuir com informações sobre irregularidades no Dnit, enquanto a Delta mantém diversos contratos com o governo federal.
Ontem, durante a oitiva do governador do Distrito Federal, alguns integrantes da CPI já defenderam a imediata convocação de Pagot e Cavendish. “O senhor Pagot já afirmou que quer falar a esta CPI. Não temos que diar a presença dele aqui. Temos que votar o requerimento (de convocação) o mais rápido possível”, defendeu o senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP). Já o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) reiterou a necessidade de se ouvir o proprietário da Delta, apesar de afirmar que não enxerga nas oitivas o melhor instrumento de apuração: “O caminho mais eficiente agora é cruzar as informações dos inquéritos da Polícia Federal e do Ministério Público com as declarações dadas pelos depoentes na CPI”, argumentou.
À disposiçãoEmbora não seja membro da CPI, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) pediu a palavra e disse que havia falado por telefone com Pagot, que teria reiterado o desejo de ser ouvido. “Falei com ele (Pagot) há meia-hora. Ele me disse que, caso não seja convidado pela CPI, vai procurar a Procuradoria-Geral da República (PGR) para contar tudo o que sabe. Faço um apelo à comissão para que se convoque Pagot.”
Do outro lado, a tropa de choque do governo já demonstrou que não facilitará a vinda de Cavendish e Pagot. “Não vejo necessidade alguma de convocar o ex-diretor do Dnit. Não há nada que indique envolvimento dele com a organização criminosa de Cachoeira (contraventor Carlos Augusto Ramos). Sobre Cavendish, se é que faz sentido convocá-lo, isso só deve ser decidido depois de analisarmos os sigilos da Delta”, contra-argumentou o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).
A CPI já pediu a quebra dos sigilos da Delta. As informações chegaram ao Congresso na semana passada. Independentemente do que for encontrado, a oposição vai trabalhar ativamente para aprovar as convocações. Já a base aliada tentará evitar a aprovação dos requerimentos, mas, na avaliação dos governistas, é que as oitivas de Pagot e Cavendish são uma questão de tempo.
“O caminho mais eficiente agora é cruzar as informações dos inquéritos (…) com as declarações dadas pelos depoentes na CPI”Miro Teixeira (PDT-RJ), deputado federal
“O senhor Pagot já afirmou que quer falar a esta CPI. Não temos que diar a presença dele aqui”Randolfe Rodrigues (PSol-AP), deputado federal

GABRIEL MASCARENHAS

 

 

Publicado em Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário

Moção de Apoio

    Em apoio às trabalhadoras e trabalhadores do Serviço de Saúde Cândido Ferreira na luta em defesa da rede SUS de Campinas – SP

As militantes e os militantes reunidos no III Seminário da Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde vem manifestar seu apoio às trabalhadoras e trabalhadores do Serviço de Saúde Cândido Ferreira na luta para que a Secretaria de Saúde e a Prefeitura Municipal de Campinas não gerem a desassistência caótica na rede SUS da cidade ao permitir que aconteçam 1308 demissões sem a imediata substituição desses cargos por servidores concursados. Endossamos a deliberação do Conselho Municipal de Saúde e o apelo das trabalhadoras e trabalhadores para que o Ministério Público permita a prorrogação do convênio da Prefeitura com o serviço mencionado por seis meses, quando haja possibilidade de substituição dos mesmos por servidores públicos municipais concursados.

    Tendo em vista que não se vê no Brasil com frequência lutas travadas por funcionários terceirizados, queremos ainda saudar a ousadia e força dessas lutadoras e lutadores.

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Movimentos Populares e Sindicais, Solidariedade | Deixar um comentário

PSOL Campinas debate a Educação no segundo seminário do partido

A educação foi tema do debate do PSoL nesta terça- feira (11/06), dando sequência à série de seminários do partido para a construção de um plano de governo com a participação popular. A educação foi abordada como  um setor que necessita urgentemente de mais atenção do poder público seja no âmbito federal, estadual ou municipal.

O programa do PSoL Campinas com as diretrizes e propostas para a educação foi apresentado pelo presidente do partido na cidade, Arlei Medeiros, pelo presidente estadual do PSoL, o professor Paulo Búfalo, e contou ainda, com pontuações significativas feitas pela professora doutora em psicologia e militante do PsoL, Raquel Guzzo,  e pela também partidária e professora de educação infantil, Josiane Búfalo.

A preocupação do partido é reverter modelos vigentes que hoje acabam desestimulando a permanência dos jovens na escola. Raquel Guzzo ressaltou um dado preocupante.”Atualmente 97,8% das crianças brasileiras ingressam no ensino fundamental mas apenas 11% chegam ao ensino superior.”

Militantes e simpatizantes do PSoL também contribuíram com importantes colocações. A criação de políticas públicas que integrem educação, saúde, seguridade social, transporte e demais áreas foi colocada como um desafio. O partido quer sim, fortalecer essa integração dentro de uma dinâmica pedagógica que produza efeito e impacto tranformador nos seres humanos.

Arlei Medeiros, presidente do PSoL Campinas lembrou ainda que não basta somente garantir o acesso à escola. ” Temos que ir além. De nada adianta colocar as crianças na escola se lá elas não tem acesso à educação de qualidade e se nossos professores estão cada vez mais desestimulados e sem condições de trabalho. Queremos criar um programa de educação que priorize o saber transformador dos nossos jovens”, conclui Arlei.

O próximo seminário do PSoL vai debater o programa de governo voltado para a Habitação, Transporte e Mobilidade Urbana. Você está convidado a vir dar sua contribuição sobre o tema. A reunião está marcada para quarta-feira(13/06), às 19h na avenida Barão de Itapura, 2022, Guanabara. No dia 23 de junho o plano de governo  consolidado sobre os diversos temas vai ser apresentado na Convenção do PSoL que vai ser realizada na Câmara Municipal.

Mesa do seminário de educação com: Paulo Bufalo, Raquel Guzzo, Joseane Bufalo e Arlei Medeiros.

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário

PSOL Campinas inicia ciclo de debates para construção do programa de governo

Seminário: Meio Ambiente e Implicações do código florestal na região de Campinas

 

 

Presidente do PSOL Campinas Arlei Medeiros

O PSoL iniciou os debates para o programa de governo para as eleições 2012, nesta terça-feira, 05/06 com o tema do Meio Ambiente. A construção do programa é coletiva e vai contar com a participação dos militantes e simpatizantes até o dia 20/06, quando se encerram os seminários temáticos. Todo o conteúdo será apresentado na convenção oficial do partido no dia 23/06 na Câmara Municipal.

O pré-candidato à prefeitura pelo PSoL Campinas, Arlei Medeiros, apresentou  um esboço das propostas sobre o tema. O programa  valoriza por exemplo, a participação efetiva da população nas decisões, a preservação e ampliação de áreas verdes urbanas e uma atenção especial com o descarte do lixo. O andamento dos trabalhos  nas associações de catadores de materiais recicláveis é um outro ponto a receber atenção especial do programa. A terceirização do serviço de reciclagem  também foi colocada em discussão.“Vamos assumir a responsabilidade pelo o que geramos. Seja o entulho, lixo industrial ou doméstico”, disse Arlei Medeiros.

O  PSoL  quer a sua participação para que nossas propostas façam parte da sua realidade. Para conhecer as propostas sobre o meio ambiente e contribuir com críticas e sugestões. Acesse o link: Propostas de Meio Ambiente para programa de Governo Psol 2012 .

Na próxima segunda-feira, 11/06, o seminário do PSoL vai discutir sobre “educação”. O encontro vai ser no Sindicato dos Químicos na Avenida Barão de Itapura, 2022, Guanabara. Confira abaixo a agenda completa dos seminários:

EDUCAÇÃO
11/06 – 2ª feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
HABITAÇÃO, TRANSPORTE e MOBILIDADE URBANA
13/06 – 4ª-feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
JUVENTUDE
14/06 – 5ª feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
ASSISTÊNCIA SOCIAL
15/06 – 6ª feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
SAÚDE
16/06 – sábado – 9 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
GÊNERO, LGBTT E OPRESSÕES 
16/06 – sábado – 14 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
CULTURA E ESPORTE
18/06 – 2ª feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
PARTICIPAÇÃO POPULAR / ORÇAMENTO
20/06 – 4ª feira – 19 hs – Av. Barão de Itapura, 2.022, Guanabara
 
CONVENÇÃO OFICIAL
23/06 – sábado – 14 hs – Local: Câmara Municipal, Av. da Saudade, nº 1.004

 

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário

Psol Campinas assina pacto político pelo desenvolvimento sustentável

Presidente do PSOL Campinas - Arlei Medeiros

O Psol que tem como uma das principais bandeiras, a proteção do meio ambiente, acaba de selar o compromisso de reforçar ainda mais uma agenda de programas que assegurem o desenvolvimento sustentável.

O presidente do Psol Campinas, Arlei Medeiros, indicado pelos companheiros como pré-candidato à prefeitura da cidade, assinou uma carta compromisso do Programa Cidades Sustentáveis, que reuniu em São Paulo, políticos que priorizam o meio ambiente como pauta.

O programa Cidades Sustentáveis tem o objetivo de mobilizar e oferecer ferramentas para que as cidades brasileiras se desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. O pacto já foi assinado em 650 municípios, muitos na Europa.

Ao assinar a carta os políticos se comprometem em desenvolver políticas públicas para a preservação dos recursos naturais, a trabalhar para que haja uma ocupação urbana ordenada, a valorizar cada vez mais a participação da comunidade na tomada de decisões, entre outros aspectos relevantes.

Para conhecer na íntegra o Programa Cidades Sustentáveis e a carta compromisso assinada por pré-candidatos e partidos políticos é só acessar o site:  http://www.cidadessustentaveis.org.br/

Publicado em Campinas e Região, Estado e Políticas Públicas, Partido | Deixar um comentário