Nota do PSOL-SP contra agressões a militantes do partido em Santana de Parnaíba

O Partido Socialismo e Liberdade vem a público repudiar veementemente a violenta agressão sofrida pelo companheiro Tiago Silva Santos, militante do PSOL e da Juventude Manifesta na cidade de Santana de Parnaíba, por parte de capangas defensores do prefeito atual, durante sessão na Câmara de Vereadores(as). O jovem chegou a ser hospitalizado.

Há tempos as companheiras(os) do PSOL e Manifesta na cidade, vem sofrendo perseguições de todos os tipos, como ameaças, intimidações e demissões de motivações políticas na cidade. As agressões foram motivadas pela luta por, dentre outras coisas, tudo aquilo que dizem respeito ao exercício cidadão da democracia e da luta social por direitos, participação e transparência na gestão pública; e por não concordarem com condução municipal da gestão tucana.

Nós do PSOL não nos calaremos na defesa intransigente do direito legítimo de manifestação de todas e todos que assim queiram exercer esse direito, dessa forma o episódio lamentável de agressão é inaceitável. Santana de Parnaíba é um município do estado de São Paulo, localizado na microrregião de Osasco, na Zona Oeste da Região Metropolitana de São Paulo, possui cerca de 110 mil habitantes e sofre há anos nas mãos dos tucanos, privilegiando interesses dos ricos, em detrimento da maioria da população.

Ressaltamos ainda que tal fato ocorreu dentro da Câmara durante votação do orçamento municipal e na qual vários agressores estavam acompanhados de funcionários públicos comissionados, e os mesmos poderão ser reconhecidos pela requisição das filmagens de segurança do local; e que também foi firmado Boletim de Ocorrência de número 2594/2017 emitido em 22/08/2017.

Exigimos apuração e punição dos culpados.

Toda solidariedade do Partido Socialismo e Liberdade.