Juninho é uma alternativa real em Embu das Artes; Ney Santos e Geraldo Cruz têm as candidaturas impugnadas.

A situação eleitoral da cidade de Embu das Artes é peculiar em 2016: duas das grandes candidaturas estão sob risco de impugnação definitiva por parte da Justiça Eleitoral e Juninho, o candidato a prefeito pelo PSOL, aparece com chances reais de se eleger para o cargo mais alto da cidade. Isso acontece porque Ney Santos (PRB) foi barrado pela Ficha Limpa e Geraldo Cruz (PT) teve seus direitos políticos suspensos.

A candidatura de Ney Santos foi barrada com base em uma condenação de 2012, por compra de votos. Já Geraldo Cruz, que já foi prefeito da cidade, teve os direitos políticos cassados pelo período de 8 anos  “por investigação eleitoral que concluiu ter havido abuso eleitoral de veículo de comunicação”, conforme o despacho do juiz eleitoral Gustavo Sauaia Romero Fernandes, da 341ª Zona Eleitoral. O processo ainda corre no TRE, mas todos os despachos têm sido contrários às candidaturas até o momento.

Não é de se estranhar que a candidatura de Juninho, que também é presidente estadual do PSOL-SP, esteja entre as cotadas para assumir a

toninho_2

Professor Toninho, terceiro colocado nas eleições de 2012, apoia a candidatura de Juninho à Prefeitura de Embu das Artes.

Prefeitura de Embu das Artes: apesar de jovem, Juninho tem trajetória de luta junto aos movimentos populares e tem trabalhado ativamente no movimento negro, através de sua atuação no Círculo Palmarino. A representatividade de sua candidatura extrapola a simples disputa eleitoral e apresenta uma verdadeira proposta de redefinição para a cidade.

Desde o início da campanha eleitoral, a candidatura de Juninho tem recebido apoios importantes de pessoas ligadas à política embuense, como o do Professor Toninho, terceiro colocado na disputa à Prefeitura em 2012 e atualmente candidato a vereador. Leci Brandão, ícone do samba e atualmente deputada estadual também apresentou apoio à candidatura. E a cada dia de campanha na rua, nota-se um aumento significativo da aceitação das propostas de Juninho e do PSOL para a cidade.

Também é importante dizer que o PSOL tem se colocado desde o início favorável à Lei da Ficha Limpa e tem mantido uma política intransigente de combate à corrupção. Neste momento de grave crise política nacional, a eleição de um candidato comprometido com a luta do povo e que tem em sua trajetória a marca da honestidade é fundamental para a construção de um futuro mais digno para a cidade de Embu das Artes.

No dia 02 de outubro, não jogue o voto fora. Vote Juninho 50 para construir uma Embu das Artes das pessoas e para as pessoas, contra a corrupção e em defesa da política feita com Ficha Limpa!

juninho-prefeito-perfil

Presidente Estadual do PSOL, Juninho é candidato a prefeito de Embu das Artes.