Calote geral do governador Alckmin é realçado por Giannazi na tribuna da Assembleia Legislativa

Na sessão plenária da tarde do dia 29 de junho, o professor e deputado Carlos Giannazi ressaltou que o governo estadual vem praticando um calote em cima do outro com relação ao funcionalismo público paulista.

Calote

Para exemplificar, o parlamentar demonstrou que o Poder Executivo não pagou a prova de mérito dos professores e de todos os servidores da rede estadual de ensino, assim como não pagou o estágio probatório e descumpriu a data-base salarial, violando a Lei 12.391, de 2006, e o artigo 37 da Constituição Federal, que estipulam março o mês da reposição das perdas inflacionárias.

O governador também reduziu em mais da metade o pagamento do bônus aos servidores da Educação e vem, sistematicamente, diminuindo o repasse às universidades públicas estaduais. “Alckmin dá calote nos professores, nos servidores, nas universidades, no financiamento do Centro Paula Souza e em todas as áreas”, concluiu Giannazi.