PSOL lançará no dia 24/02 pré-candidatura à Presidência da República, em ato político em São Paulo

lançamento_RandolfeNo mesmo dia haverá coletiva à imprensa com Randolfe Rodrigues e Luciana Genro. No ato político também terá início o processo de elaboração do programa de governo do PSOL

O PSOL promove na próxima segunda-feira, 24 de fevereiro, ato político de lançamento da pré-candidatura que disputará à vaga à Presidência da República nas eleições de outubro deste ano. Os nomes apresentados pelo partido serão o do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), como pré-candidato a presidente, e o da ex-deputada federal Luciana Genro, como pré-candidata a vice-presidente. O ato será às 18h, no Clube Trasmontano, Rua Tabatinguera, nº 294, Centro de São Paulo.

Leonor Costa, do site do PSOL Nacional

Antes do ato de lançamento, o partido promoverá, às 17h, uma entrevista coletiva com Randolfe e Luciana, que vão falar das propostas de mudança que o PSOL apresentará ao país durante o processo eleitoral.

Programa do partido
No mesmo ato político, que contará também com as presenças dos deputados federais Ivan Valente (SP), Chico Alencar (RJ) e Jean Wyllys, do presidente nacional do PSOL, Luiz Araújo, do presidente do PSOL-SP, vereador Paulo Bufalo, dos deputados estaduais e vereadores do partido, o PSOL dará início ao processo de elaboração do programa de governo que será apresentado ao país nos próximos meses. Também devem participar da atividade política os candidatos do PSOL aos governos estaduais, os presidentes de diretórios estaduais, estudantes e intelectuais de esquerda.

Em reunião no dia 7 de fevereiro, a Executiva Nacional do PSOL aprovou um calendário de seminários temáticos, que ocorrerão no período de março a maio, visando à elaboração do programa. Os temas abordados nos seminários, que terão a presença de militantes do partido e de outras organizações sociais, além de acadêmicos, são: política econômica e modelo de desenvolvimento; meio ambiente; mobilidade urbana; saúde e saneamento; educação e cultura; reforma agrária e política agrícola; segurança pública; direitos humanos e política de gênero; democracia, participação popular e democratização da comunicação; trabalho e emprego; e direito à cidade e às políticas urbanas (habitação, saneamento, reforma urbana, etc). As cidades que inicialmente serão sedes dos debates do PSOL são Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília, Salvador, Recife, Belém, Macapá, Natal e São Luís.

O presidente nacional do PSOL, Luiz Araújo, explica que o objetivo do partido é conseguir dialogar com setores sociais insatisfeitos com as políticas atuais do governo e apresentar uma alternativa de esquerda articulada e coerente. “Precisamos de um programa que seja audacioso e se proponha a enfrentar as bases da política vigente”, ressalta Luiz.

Deixe um comentário:


*