Deputado Carlos Giannazi pressiona para que Haddad atenda pleito dos professores da rede municipal

giannazi_greveParlamentar apoia e participa ativamente da luta do magistério da capital por melhores salários e condições de trabalho

No ato público realizado na frente da prefeitura de São Paulo em 08 de maio no qual milhares de profissionais da Educação da rede municipal decidiram a manutenção da paralisação iniciada no começo do mês, o professor e deputado Carlos Giannazi esteve presente mais uma vez apoiando o conjunto das reivindicações do magistério da capital.

O parlamentar tem participado de todas as manifestações públicas e se posiciona no plenário da Assembleia Legislativa pela necessidade de se valorizar e qualificar o ensino público também na maior cidade do país, criticando inclusive o índice de reajuste de 0,82% retroativo a novembro de 2011, proposto pelo governo municipal não somente aos servidores da Educação como a todo o funcionalismo. Giannazi pressiona no parlamento para que a prefeitura acate as reivindicações do professorado municipal.

Diretor licenciado de escola pública em São Paulo e membro titular da Comissão de Educação e Cultura da ALESP, o parlamentar também conhece bem a realidade da Educação Pública na capital e vê legitimidade da pauta salarial defendida pelos docentes municipais, que prevê um índice de reajuste de 6,55% retroativo a maio de 2011, somado a 4,61% referente a 2012 e 5,6%, percentual relativo à revisão geral da data-base de 2013.

Historicamente Giannazi põe seus mandatos parlamentares, de forma majoritária, na luta incessante pela efetiva valorização do magistério público e da Educação pública, gratuita, laica e de qualidade para todos. Também defende as carreiras dos profissionais que atuam na Educação, cobra do poder público melhorias constantes nas condições de trabalho, a formação continuada do professor e o combate à violência nas escolas, além de pressionar sem trégua pelo fim da superlotação de salas.

2 Comentários

  • Eu quero parabenizar o deputado Carlos Giannazi,pelas iniciativas de apoio aos professores das redes públicas:Estadual e Municipal que nos fortalece com esse gesto e nos dá esperança de alcançar direitos mais justos e a cidadania popular.

  • Após dez dias em luta,não conseguimos nada além da falsa promesa de aumento de 10%,publica nos jornais.
    Esses 10% porém é relativo a data base de maio/2012,prometido por Kassab ou seja,mais uma vez,Hadad mente e não cumpre com suas promessas de campanha e não faz acordo com o sindicato.

Deixe um comentário:


*