Giannazi se destaca no Debate da TV Gazeta/Portal Terra

No confronto de ideias e no modelo de perguntas e respostas diretas entre os candidatos à prefeitura paulistana proporcionados pelo debate desta segunda-feira, 24 de setembro, Carlos Giannazi se destacou entre os demais ao desmascarar o candidato do PMDB Gabriel Chalita, a quem atribuiu ter mentido por conta da implantação ‘bem sucedida’ da escola integral (documentado, Giannazi citou decisões judiciais suspendendo o projeto em escolas estaduais) e não ter acabado com as ‘escolas de lata’ da rede estadual, sem que houvesse uma resposta à altura do ex-secretário. “Você irrita os professores quando fala de sua relação com eles; os professores da rede estadual conhecem sua história”, advertiu ainda o candidato do PSOL.

Já ao Serra, Giannazi pôs o ‘dedo na ferida’ ao lembrar do descaso com que tratou o funcionalismo público enquanto chefe do poder executivo. Como exemplo, citou o valor de R$ 4,00 do vale refeição (conhecido como vale-coxinha entre os servidores estaduais), a falta de plano e valorização de carreira, os reajustes salariais ínfimos e a falta de diálogo.

Haddad e Russomanno

Quanto ao candidato Russomanno, Giannazi disse que ele é um ‘subproduto da política’ entre PT e PSDB que hoje tenta se descolar da aliança que fez no passado com Paulo Maluf (PP), mas concorre à prefeitura pelo PRB, sigla que atualmente é base de apoio do governo Dilma (PT), assim como o próprio PP malufista. Ainda sobre as alianças, de Haddad cobrou coerência no debate por este atacar Russomanno,  cujo partido é aliado do governo federal e vota com a Situação no Congresso Nacional. Fechou dizendo que o PT “ reduziu a cidadania ao consumo”.

Do site Giannazi prefeito 50

Deixe um comentário:


*