Embu das Artes: jantar mostra a força da campanha do professor Toninho

Cerca de 300 pessoas compareceram no jantar da candidatura, realizado nesta quinta-feira, dia 30, no Centro de Tradições Gauchas do município. Quem participou, saiu animado. O clima era não só de confraternização, mas de disposição para encarar os próximos 37 dias de campanha e enfrentar o poder econômico da cidade.

O salto de qualidade da candidatura do professor Toninho a prefeito, do PSOL e da Frente de Esquerda em Embu é algo notável. A campanha cresce a cada dia, ganhando novas adesões, principalmente de setores que estão descontentes com o PT e com o atual governo e buscam uma alternativa à esquerda.

Embu vive uma situação bastante peculiar. O candidato do PSDB teve sua candidatura indeferida e está com recurso junto ao T.R.E para ainda tentar valida-la. Nestas condições, existem apenas duas candidaturas na cidade, PSOL X PT. De um lado a esquerda socialista com, com uma campanha militante, aguerrida, que aos poucos tem conseguido chegar ao conjunto da população, de outro, uma coligação com quase 20 partidos, que reúne praticamente todos os grupos que sempre estiveram no poder na cidade e que hoje estão pendurados nos cargos da prefeitura.

O cansaço da população com a atual administração é muito grande, o PT governa desde 2000, há um sentimento de mudança, de desgaste do petismo, acelerado, inclusive, pelo julgamento do mensalão.

O cenário eleitoral da cidade também coloca pela primeira vez uma polarização esquerda socialista versus neopetismo, sem a falsa polarização com o PSDB e a direita tradicional. Numa disputa entre esquerda autêntica e a antiga esquerda que agora vive de práticas de direita. Esse cenário poderá se repetir no segundo turno em algumas capitais como Rio de Janeiro, onde o PT está aliado com a direita na candidatura Paes e o PSOL está em segundo lugar nas pesquisas, mas no caso de Embu, esta disputa com o petismo já se dá no primeiro turno.

A Frente de Esquerda composta pelo PSOL e PSTU apresentou também uma chapa de candidatas e candidatos a vereador, que tem percorrido o município e crescido junto com a campanha majoritária. A perspectiva é eleger mandatos socialistas também para a Câmara Municipal e recuperar na cidade mandatos combativos e participativos.

A presença massiva e animada dos apoiadores no jantar, assim como a grande recepção que a campanha tem tido nas atividades de rua, comprova que a campanha está no caminho certo, que tem espaço para crescer e mais do que nunca precisa do esforço de cada militante, de cada apoiador, de cada novo simpatizante, para fazer história em Embu.

Deixe um comentário:


*