Conselho de Ética vota pela cassação de Demóstenes

O Conselho de Ética do Senado aprovou na noite desta segunda-feira (25), por unanimidade, a cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (ex. DEM/GO). A votação se deu através do voto aberto e nominal. O relatório teve a aprovação dos 15 senadores que integram o conselho. O pedido de cassação foi apresentado pelo PSOL, único partido que se dispôs a fazer isso, já que os demais hesitaram em pedir a cassação com medo que isso aprofundasse as denúncias e levasse a uma CPI que envolvesse tanto a base do governo como a oposição, o que de fato acabou acontecendo.

O parecer será agora encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para análise dos aspectos constitucionais. Na sequência, ele seguirá para votação no plenário. O problema agora é que o voto será secreto, o que facilita os acordos por baixo do pano para livrar a cara de Demóstenes. O PSOL está numa campanha pelo voto aberto no Congresso Nacional para que a população possa saber como vota o seu parlamentar.

Deixe um comentário:


*