PSOL cobra CPI da Câmara Legislativa do DF para investigar denúncias sobre Agnelo

deputado Ivan Valente, senador Randolfe Rodrigues e o presidente do PSOL/DF Toninho Andrade

Além da CPMI no Congresso Nacional, partido considera que deputados distritais também devem investigar fatos envolvendo o Executivo local.

O PSOL do Distrito Federal protocolou, na tarde desta terça-feira 17, petição em que cobra a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as denúncias que envolvem o governo do DF com o contraventor Carlos Cachoeira.

O presidente do PSOL – DF, Antônio Carlos de Andrade, afirmou que a população brasiliense tem o direito de saber o que está acontecendo e a CPI é o melhor instrumento para investigar o Executivo local. “Os deputados distritais devem ter a sensibilidade e coerência para instalar a Comissão”.

A petição cobra a abertura de CPI para investigar as denúncias que citam os nomes do governador Agnelo Queiroz, do ex-subsecretário de Esporte, João Carlos Feitosa, do chefe de gabinete do governador, Cláudio Monteiro, entre outros, além dos indícios de favorecimento à empresa Delta.

De acordo com o presidente do PSOL Nacional, deputado federal Ivan Valente, também na Câmara Federal será aberta uma Comissão Parlamentar de Inquérito, mas Mista, que engloba senadores e deputados, para investigar as denúncias e os envolvidos com o contraventor Carlos Cachoeira. “Os fatos são gravíssimas. Não é possível ficar omisso”.

Do site do PSOL Nacional – www.psol50.org.br

Deixe um comentário:


*