Embu das Artes tem protesto contra o Racismo

 

Diante de diversos casos que envolvem a violência contra negros,integrantes de Movimentos Sociais da cidade de Embu das Artes e região decidiram protestar,na manhã do último domingo,dia 1o de Abril. O local escolhido foi no Largo dos Jesuítas (centro histórico do município).

O protesto foi considerado ato histórico para os manifestantes. Diversos discursos abordando o racismo,as pessoas que foram vítimas do crime,faixas com imagens de cada uma delas e o grito bem alto de “Racismo Basta. Vamos combatê-lo! Isso é inaceitável!” marcaram o ato contra o crime.

A brutalidade de dois jovens de classe média alta,que por crime de racismo espancaram  Ivan Romano,43 anos,enquanto ele passeava com sua namorada,em uma praça no centro do município,chocou moradores,familiares e foi um dos assuntos mais comentados na região e grande mídia desde o dia da agressão,17 de março,relembre aqui aqui,também foi abordada durante protesto.

Outros casos de violência,por puro racismo também foram comentados no protesto,como por exemplo,o que aconteceu no início do ano,com um jovem negro Michel Silveira,que foi preso de forma irregular,ficando dois meses atrás das grades,acusado injustamente por um assalto,apesar de várias testemunhas comprovarem que,na hora do roubo,ele estava em seu local de trabalho.

“Esses são alguns exemplos que tiveram repercussão,mas sabemos que o Racismo permeia o cotidiano de nossa sociedade. 124 anos após a abolição da escravatura,a população negra continua em situação de maior vulnerabilidade social,ocupando os piores postos de trabalho,com baixo acesso a universidade e sendo principal vítima da violência”,observaram.

O mapa da violência 2011 aponta que a cada 3 jovens mortos 2 são negros e que o assassinado de jovens brancos diminuiu em 23,3%,enquanto dos jovens negros aumentou em 13,2%.

Do site do Círculo Palmarino

Deixe um comentário:


*