Venda de agrotóxicos cresce no Brasil

 
29 de julho de 2011

 

Por Vivian Fernandes
Da Radioagencia NP

O mercado mundial de agrotóxicos pode ter um novo líder de vendas ainda este ano. O atual momento da economia brasileira – com alta no preço das commodities e valorização do real frente ao Dólar – deve colocar o Brasil no primeiro lugar em arrecadação nas vendas de defensivos agrícolas, ultrapassando os Estados Unidos. Estima-se um crescimento em 10% no mercado brasileiro, com vendas superiores a US$ 8 bilhões, aproximadamente R$ 12,4 bilhões.

O mercado estadunidense movimentou, no último ano, US$ 7,8 bilhões – cerca de R$ 12,1 bilhões – em venda de agrotóxicos. O brasileiro registrou US$ 7,3 bilhões ­– aproximadamente R$ 11,3 bilhões. Segundo estudo elaborado pela consultoria alemã Kleffmann, o consumo de agrotóxicos pelos produtores estadunidenses teve queda de 6% entre 2004 e 2009. No  Brasil o crescimento foi de 1,5% no mesmo período. As lavouras em que se concentram as maiores vendas de agrotóxicos no Brasil são a de soja com 44%, seguida pelo algodão com 11%.

O Brasil é o terceiro colocado mundial em exportações de produtos agrícolas, atrás de Estados Unidos e União Europeia. A área estadunidense cultivada é 50% maior que a brasileira e produz três vezes e meio mais grãos que a nossa.

O Brasil é o principal destino de agrotóxicos proibidos no exterior. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos dez variedades vendidas livremente aos agricultores, no Brasil, não circulam na União Europeia e Estados Unidos

Deixe um comentário:


*